sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Aspectos populacionais:

Embora a Índia seja um país distante do Brasil, é possível encontrar pessoas falando o português- nesse país, mais precisamente na costa oeste na Província de Goa. Essa região recebeu influências culturais dos portugueses, que na época das Grandes Navegações iam á Índia em busca de especiarias. Vasco da Gama e tantos outros exploradores estiveram nessas terras deixando um pouco da cultura lusitana nessa parte do continente asiático.
A Índia é o maior país da Ásia monçônica não somente em área, como também em população. O país tem aproximadamente 1,1 bilhão de habitantes, sendo o segundo maior em população do planeta, atrás apenas da China. Pesquisas apontam que o país ultrapassará a China nas próximas décadas. É chamado por alguns de “país dos bebês”, pois nascem por dia cerca de 50 mil crianças.
Você deve estar se perguntando por que nascem tantas pessoas em um único país. Um dos fatores que explicam essa explosão populacional é a influência da religião Hinduísta, praticada por aproximadamente 75% das pessoas e que concebe o nascimento como um ato sagrado. Além da influência religiosa, há também a questão do analfabetismo que atinge quase metade da população. Dos alunos que chegam à escola, os meninos conseguem ter, em média, três anos e meio de estudo, e as meninas, m ano e meio. Portanto, com elevada taxa de analfabetismo, sem muitas informações e conhecimentos sobre controle de natalidade e influenciada por princípios natalistas de religião, os indianos, em geral, não têm a mínima possibilidade de fazer um planejamento familiar eficaz.
O governo indiano já tentou, há alguns anos, adotar uma política antinatalista, a exemplo da “política do filho único” chinesa, mas não conseguiu, justamente por esbarrar em princípios religiosos, que estão enraizados na consciência e na vida das pessoas.
O mais preocupante é constatar que nesse país a maioria das pessoas já nasce pobre.E como nasce pobre, viverá pobre, pois a maioria dos indianos acredita na predestinação da alma, doutrina que defende a idéia de que a pessoa viverá conforme as condições socioeconômicas em que nasceu.
Cerca de seiscentos milhões de indianos vivem na miséria, sendo que 52% da população indiana tem renda inferior a um dólar por dia, e dois terços das crianças com menos de cinco anos é subnutrida. Outra influência do Hinduísmo na sociedade indiana é quanto ao rebanho bovino. Os hinduístas acreditam na transmigração da alma, ou seja, que o homem, após sua morte, retorna à vida numa reencarnação, que pode ser numa outra pessoa ou num animal. Esse é um dos motivos por que os indianos não se alimentam de carne bovina, considerado animal sagrado.

________________________________
População Urbana (%) ---> 28
--------------------------------------------------------
Fecundidade (por mulher) ---> 3,01
--------------------------------------------------------
Expectativa de vida (anos) Homem/mulher ---> 63,2/ 64,6
--------------------------------------------------------
Mortalidade infantil (%) ---> 64,5
--------------------------------------------------------

Analfabetismo (%) ---> 42,8
--------------------------------------------------------
Renda per capita (em 2001) em U$S/anos ---> 460
_______________________________

Como você deve ter percebido, os dados chegam a ser assustadores, principalmente a mortalidade infantil e a taxa de analfabetismo, ambas muito elevadas. A renda per capita, é muito baixa.
Uma das áreas mais densamente povoadas da Índia é a planície dos rios Indo e Ganges. Essas regiões apresentam relevo de planície, que favorece o povoamento, com terras férteis para a agricultura.
As cidades de destaque e as mais populosas do país são Mumbai (ex-Bombaim), Calcutá, Délhi, Madras, Bangalore e a capital Nova Délhi.

3 comentários:

pop.charmosa disse...

minha filha deze de ser tabacuda. estude mais pelo visto vc é...

morenah disse...

Parabéns!!!!
muito trii u trabalho di vceis

me foi mtu util uehuheuheue

Bombom Lanza! disse...

RESUME ISSO ASII OXIIII'